José Manuel Bettencourt da Câmara

Investigador Integrado

Informação pessoal

Nome: José Manuel Bettencourt da Câmara

Agregação: Investigador Integrado

Grau académico: Doutoramento

Categoria profissional: Professor auxiliar

Email: josebettencourtdacamara@gmail.com

Grupos de investigação

PH - Populações e Saúde

Grau académico

Instituição: UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA – FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS

Ano: 2000

Grau: Doutoramento em Filosofia Contemporânea

Classificação: Muito Bom, com distinção e louvor, por unanimidade

Instituição: UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA – FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS

Ano: 1987

Grau: Mestrado em Filosofia

Instituição: CONSERVATÓRIO NACIONAL DE LISBOA

Ano: 1980

Grau: Curso Superior de Canto

Instituição: CONSERVATÓRIO NACIONAL DE LISBOA

Ano: 1977

Grau: Curso Superior de Composição e Curso Geral de Piano

Instituição: UNIVERSIDADE DE LISBOA – FACULDADE DE LETRAS

Ano: 1975

Grau: Licenciatura em História

Experiência científica/profissional atual e passada

Instituição: (Despacho EA N.º 07/2011)

Período: 2011 - 2013

Posição: Diretor de Curso de Mestrado em Musicologia

Instituição: (Despacho EA N.º 08/2011)

Período: 2011 - 2012

Posição: Membro da Comissão de Curso da Licenciatura em Música

Instituição: Universidade de Évora

Período: 2010 - 2013

Posição: – Membro do Conselho de Avaliação

Instituição: (Despacho EA N.º 12/2010)

Período: 2010 - 2011

Posição: Diretor do Curso de Pós-Graduação em Ensino Vocacional da Música

Instituição: Universidade de Évora

Período: 2009 - 2012

Posição: Membro do Conselho da Biblioteca

Instituição: Escola de Artes

Período: 2009 - 2011

Posição: Membro da Comissão do Curso de Doutoramento em Música e Musicologia

Instituição: Escola de Artes

Período: 2009 - 2011

Posição: Membro do Conselho Pedagógico

Instituição: Escola de Artes (Despacho EA N.º 2/2009)

Período: 2009 - 2010

Posição: Adjunto do Diretor

Instituição: Escola de Artes

Período: 2008 - 2013

Posição: Membro do Conselho do Departamento de Música

Instituição: Escola de Artes

Período: 2008 - 2013

Posição: Coordenador do Grupo de Disciplinas “Música e Sociedade”

Instituição: Escola de Artes

Período: 2008 - 2011

Posição: Coordenador da Comissão Cientifica do Departamento de Música

Instituição: Escola de Artes

Período: 2007 - 2011

Posição: Membro da Comissão do Curso de Mestrado em Musicologia

Instituição: Escola de Artes

Período: 2006 - 2008

Posição: – Membro do Conselho da Área Departamental das Artes

Instituição: Escola de Artes

Período: 2006 - 2007

Posição: Diretor de Estágio Pedagógico

Instituição: Universidade de Évora

Posição: Docente

Atividade científica

Estética; História da Arte; Musicologia e História e Cultura Açoriana.

Projetos do CITCEM

Outros projetos

COORDENAÇÃO DE PROJETOS DE INVESTIGAÇÃO

“As freguesias do lado oriental do Concelho da Ribeira Grande (São Miguel, Açores)”. CITCEM

PARTICIPAÇÃO EM PROJETOS DE INVESTIGAÇÃO

“A estética na Renascença Portuguesa (1912 / 1932)”. Universidade Católica Portuguesa.

Publicações do CITCEM

Outras publicações

Livros

Música tradicional açoriana – A questão histórica, Instituto para a Cultura e Língua Portuguesa, Colecção "Biblioteca Breve", Vol. 56, Lisboa, l980.

Para a sociologia da música tradicional açoriana, Instituto para a Cultura e Língua Portuguesa, Colecção "Biblioteca Breve", Vol. 94, Lisboa, 1985.

A música para piano de Francisco de Lacerda, Instituto para a Cultura e Língua Portuguesa, Colecção "Biblioteca Breve", Vol. 111, Lisboa, 1987.

Sobre "Mau tempo no canal", Signo, Ponta Delgada, 1990. (Segunda edição, revista e aumentada, Edições Salamandra, Lisboa, 2002.)

Francisco de Lacerda, musicien portugais en France, Centre Culturel Calouste Gulbenkian, Paris, 1996.

Do espírito do pintor ao olhar do filósofo – Maurice Merleau-Ponty e Paul Cézanne, Edições Salamandra, Lisboa, 1996.

O essencial sobre Francisco de Lacerda, Imprensa Nacional - Casa da Moeda, Lisboa, 1997.

Histórias para piano, Edições Salamandra, Lisboa, 1998 (música). Pintura de João Bettencourt da Câmara.

O essencial sobre música portuguesa para canto e piano, Imprensa Nacional - Casa da Moeda, Lisboa, 1998.

O essencial sobre música tradicional portuguesa, Imprensa Nacional - Casa da Moeda, Lisboa, 2001.

Expressão e contemporaneidade – A arte moderna segundo Merleau-Ponty, Imprensa Nacional – Casa da Moeda, Lisboa, 2005.

A ilha de Francisco de Lacerda, Letras Lavadas Edições, Ponta Delgada, 2019. Prefácio de João Bosco Mota Amaral.

As paróquias da Ouvidoria dos Fenais da Vera Cruz – Estudo de história religiosa, Ouvidoria dos Fenais da Vera Cruz, São Miguel, Açores (no prelo).

Das Lombas dos Costas à Lomba Grande – Como nasceu uma freguesia nos Açores (no prelo).

 

Edições literárias

João Caetano de Sousa e Lacerda, Cartas a Francisco de Lacerda, Secretaria Regional de Educação e Cultura, Angra do Heroísmo, 1988. Prefácio, fixação do texto e notas (com Teresa Bettencourt da Câmara).                

Francisco de Lacerda, Folclore da Madeira e Porto Santo. Edições Colibri, Lisboa, 1994.  Prefácio e fixação do texto.

Poetas populares açorianos I – Uma colectânea (1922), Edições Salamandra, Lisboa, 2003. Prefácio e fixação do texto.

Francisco de Lacerda, Escritos sobre música (no prelo).

 

Edições musicais

Francisco de Lacerda, Trente-six histoires pour amuser les enfants d'un artiste, Fundação Calouste Gulbenkian, Col. "Portugaliae Musica", Vol. XLVIII, Lisboa, 1986.

Francisco de Lacerda, Obras para canto e piano, Direção Regional dos Assuntos Culturais, Coleção "Fontes Musicais Açorianas", Vol. I, Angra do Heroísmo, 1996.

Francisco de Lacerda, Obras para piano, Direção Regional dos Assuntos Culturais, Coleção "Fontes Musicais Açorianas", Vol. II, Angra do Heroísmo, 1997.

 

Obras coletivas

“A propósito de Portugaliae genesis – Sentido, história e mito na obra musical”. Vários autores, Compositores portugueses contemporâneos – Luis Filipe Pires, Atelier de Composição, Porto, 2017. 

“Música e estética nos periódicos A Águia e A vida portuguesa”. Vários autores, A estética na Renascença Portuguesa, Biblioteca Humanística e Teológica, Universidade Católica Editora, Porto, 2018.

 

Separatas

João Caetano de Sousa e Lacerda: As dimensões da insularidade. Separata do Boletim do Instituto Histórico da Ilha Terceira, Vol. XLIV, Angra do Heroísmo, 1986.

Impressionismo e nacionalismo na obra de Francisco de Lacerda. Separata do Boletim do Instituto Histórico da Ilha Terceira, Vol. XLIV, Angra do Heroísmo, 1987.

As cartas de Luís Ribeiro a Francisco de Lacerda. Separata do Boletim do Instituto Histórico da Ilha Terceira, Vol. LI-LII, Angra do Heroísmo, 1994.

Vitorino Nemésio e Fernando Lopes Graça.Separata de Vitorino Nemésio – Vinte anos depois. Atas do Colóquio Internacional, Ponta Delgada, 18/21 de Fevereiro de 1998. Edições Cosmos – Seminário Internacional de Estudos Nemesianos, Lisboa - Ponta Delgada, 1998.                                                                                                                  

As cartas de Vitorino Nemésio a Afonso Lopes Vieira. Separata de III Colóquio sobre a História de Leiria e da sua Região, Câmara Municipal de Leiria, Leiria, 1999.

Pedras que falam – Os moinhos da Maia (S. Miguel, Açores). Separata de Islenha, N. 47, Direção Regional da Cultura, Funchal, 2010. 

O lugar do Porto Formoso, na ilha de S. Miguel (Açores), e o seu porto no século XVI. Separata de Islenha, N.º 49, Julho-Dezembro de 2011, Direção Regional da Cultura, Funchal.

No labirinto messiânico de Fernando Pessoa pela mão de Manuel Ferreira Patrício. Separata de Islenha, N.º 54, Julho-Dezembro de 2014, Direção Regional da Cultura, Funchal.                                                                                                                                               

Catálogos de exposições comissariadas

Cinquentenário da morte de Francisco de Lacerda. Lisboa, Conselho Português da Música e Juventude Musical Portuguesa, 1984 (com Teresa Bettencourt da Câmara).

80º Aniversário de Fernando Lopes Graça. Lisboa, Teatro Nacional de S. Carlos, 1986.

Homenagem a Tomás Borba. Nos quarenta anos da morte. Angra do Heroísmo, Secretaria Regional de Educação e Cultura, 1990.

Francisco de Lacerda – Une vie musicale en France. Paris, Centre Culturel Calouste Gulbenkian-Portugal, 1996.

Jornadas Musicais dos Açores I – Homenagem a Francisco de Lacerda. Angra do Heroísmo, Direção Regional dos Assuntos Culturais, 1997.

 

Comunicações a colóquios e congressos 

"João Caetano de Sousa e Lacerda (1829-1913) – As dimensões da insularidade". Comunicação ao Segundo Colóquio Internacional "Os Açores e as Dinâmicas do Atlântico", Angra do Heroísmo, julho de 1987.

"Duas colectâneas inéditas de poesia popular açoriana". Comunicação ao Festinatel, Primeiro Congresso Internacional de Folclore, INATEL, Lisboa, 11-13 de Setembro de 1991.

"Francisco de Lacerda en Suisse (1908-1912)". Comunicação ao Congresso Les relations luso-suisses à travers les siècles, Centre Portugais de la Culture, Genève, Suíça, 24-25 de novembro de 1995.

"As cartas de Vitorino Nemésio a Afonso Lopes Vieira". III Colóquio sobre História de Leiria e da sua Região, Leiria, 29 e 30 de novembro de 1996.                                                     

"Vitorino Nemésio e Fernando Lopes Graça". Congresso Internacional de Estudos Nemesianos, Ponta Delgada, 18 - 21 de fevereiro de 1998. 

"A imposição do liberalismo na ilha de S. Jorge, segundo João Caetano de Sousa e Lacerda". Comunicação ao Quinto Encontro de Escritores Açorianos, Velas, ilha de S. Jorge, 23 - 25 de abril.

Charneca em flor – De Florbela a Fernando Lopes Graça”. Florbela Espanca. Espólio de um mito, Calliope – Revista de Cultura, n.º 21, 2012, Edições Colibri, 2012, pp. 61-67. Atas do Colóquio Internacional, Teatro Florbela Espanca, Vila Viçosa, 6-8 de dezembro de 2011.

 

Prefácios

Fernando Lopes Graça, Lira açoriana, “Preâmbulo”, Direção Regional dos Assuntos Culturais, Angra do Heroísmo, 1992.

António Marvão, Cante alentejano, INATEL, Lisboa, 1997.                        

                                                                                                                             

Artigos (seleção)

“Dependência literária e consistência musical – A propósito do «Ciclo de Canções» de Filipe Pires”, Colóquio/Artes, n.º 61, Junho de 1984, Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa.        

“Música e poesia nas «Lições sobre a Estética» de Hegel”, Atlântida, vol. XXXIII, Instituto Açoriano de Cultura, Angra do Heroísmo, 1º Semestre de 1987.

“Os ciclos de canções de Fernando Lopes Graça”, Autores – Revista da Sociedade Portuguesa de Autores, n.º 123, Outubro / Dezembro de 1987.

“A trova na história da música portuguesa para canto e piano”, Colóquio / Artes, n.º 75, Dezembro de 1987, Fundação Calouste Gulbenkian.

“Obras de Lopes Graça sobre poemas de Fernando Pessoa”, Letras e Letras, n.º 11, Porto, 1 de Novembro de 1988.

“Vitorino Nemésio e Francisco de Lacerda”, Colóquio / Letras, n.º 102, Março / Abril de 1988, Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa.

“Espaço autobiográfico em Varanda de Pilatos de Vitorino Nemésio”, Jornal de Letras, n.º 345, 14 de Fevereiro de 1989, Lisboa.

“O lugar de D. João V na história da música portuguesa”, ICALP -- Revista, n.º 16-17, Junho / Setembro de 1989, Instituto de Cultura e Língua Portuguesa, Lisboa.

“D. João V, o italianismo e a musicologia portuguesa”, Colóquio / Artes, n.º 82, Setembro de 1989, Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa.

“A escala de tons na obra de Francisco de Lacerda”, Revista Música, vol. IV, n.º 1, Maio  de 1993, Universidade de S. Paulo, S. Paulo.

“Emergência da modernidade na música portuguesa da primeira metade do século XX”, Colóquio / Artes, n.º 100, Março de 1994, Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa.

“Eça de Queirós e Francisco de Lacerda”, Colóquio/Letras, n.º 134, Outubro de 1994, p. 73-83.

“Na morte de Fernando Lopes Graça”, Colóquio/Artes, n.º 104, Janeiro / Março de 1995, Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa.

“Júlia d’Almendra e o movimento gregoriano em Portugal”, Brotéria, Vol. 151, Nº 6, Lisboa, Dezembro de 2000.

“Luís de Freitas Branco e Francisco de Lacerda”, Brotéria, Vol. 155, Lisboa, Agosto / Setembro de 2002.

“Para uma história social da música portuguesa”, Brotéria, Vol. 163, Lisboa, Julho de 2006.

“A música em Portugal na primeira metade do século XVIII”, Brotéria, Vol. 168, Lisboa, Fevereiro de 2009.

“Os órgãos da Basílica de Mafra num relatório de Francisco de Lacerda (1927)”, Brotéria, Vol. 170, Maio-Junho de 2010.

“Temporalidade e atemporalidade na experiência musical – A música como metáfora da existência humana”, Thémata – Revista de Filosofia, N.º 44, Universidad de Sevilla, Sevilla, 2011.

Experiência de orientação

Orientanda: Liliana Margareta Bizineche.

Grau: Doutoramento.

Título da tese: O canto lírico na interpretação da canção popular – Tiberiu Brediceanu e a música tradicional romena.

Instituição: Universidade de Évora – Departamento de Música, 2012.

 

Orientando: Luís Filipe Fonseca Pereira.

Grau: Mestrado.

Título da dissertação: A invenção do espaço em António Ramos Rosa – Para uma intra-ontologia poética da espacialidade em diálogo com Merleau-Ponty

Instituição: Universidade de Évora – Departamento de Literatura (co-orientação com Cristina Santos), 2009.

                                                                                                                                                                                           

Orientanda: Jaqueline Lourenço Barreto.

Grau: Mestrado.

Título da dissertação: Villa-Lobos e a educação musical no Brasil.

Instituição: Universidade de Évora – Departamento de Música, 2012.                                                                                                                                                                                   

Orientando: Paulo Fernandes Marques Carrilho.

Grau: Mestrado.

Título da dissertação: O musical em Lisboa (2000 - 2010).

Instituição: Universidade de Évora – Departamento de Música, 2012.

                                                                                                                                                                                                                           

Orientando: João Pedro Lopes dos Santos.

Grau: Mestrado.

Título da dissertação: O clarinete na música de câmara de Joly Braga Santos.

Instituição: Universidade de Évora – Departamento de Música, 2012.

                                                                                                                                                                                                           

Orientando: João Patrício Amaro Rocha.

Grau: Mestrado.

Título da dissertação: Trompete, interpretação e condição física.

Instituição: Universidade de Évora – Departamento de Música, 2013.     

 

Orientando: André Filipe Mateus Marçal.

Grau: Mestrado.

Título da dissertação: Essay IX para trompete de Christopher Bochmann – A obra e a interpretação.

Instituição: Universidade de Évora – Departamento de Música, 2013.                 

 

 

Orientando: José Wellington do Nascimento.

Grau: Mestrado.

Título da dissertação: A viola da terra – Património e identidade açoriana

Instituição: Universidade dos Açores – Departamento de História, Filosofia e Ciências Sociais (co-orientação de Susana Goulart Costa), 2013.

Outros

ATIVIDADE LETIVA (Unidades curriculares lecionadas na Universidade de Évora)

 

Licenciatura:      Estética da Música I e II

                               Estéticas Contemporâneas I e II                     

Etnomusicologia I e II

Sociologia da Música I e II

História da Música em Portugal II, III e IV

História da Música Ocidental VI e VII 

Didática da Área Específica I, II, III e IV (História e Teoria da Música)

 

Mestrado:  Sociologia das Artes do Espetáculo

Seminário de História da Música em Portugal

Música e Literatura

               

JÚRIS DE DOUTORAMENTO

Vogal do júri das provas de doutoramento de Cristina Isabel Videira Fernandes. Universidade de Évora, 2012.

Vogal (orientador) do júri das provas de doutoramento de Liliana Margareta Bizineche. Universidade de Évora, 2012.

Vogal (arguente principal) do júri das provas de doutoramento de Isabel Maria de Oliveira Alcobia. Universidade de Aveiro, 2014.

Vogal (arguente principal) do júri das provas de doutoramento de Fernando Emanuel Cunha Fontes. Universidade Nova de Lisboa, 2016. 

Vogal (arguente) do júri das provas de doutoramento de Joana Quaresma de Macedo Branco Luís, Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, 2018.

 

 JÚRIS DE MESTRADO

Presidente do júri das provas de Mestrado em Musicologia de Cândida Bela Parrochinha Paulo Lóios. Universidade de Évora, 2013.                                                                       

Vogal (arguente) das provas de Mestrado em Música / Interpretação de Pedro Miguel Oliveira Nunes (O Barítono nas óperas de Verdi). Universidade de Évora. 

Vogal (arguente) das provas de Mestrado em Música / Interpretação de Edison Valério Verbisck (A cultura judaica e a sua influência na música do século XX: Ernest Bloch). Universidade de Évora, 2012.

Vogal (orientador) das provas de Mestrado em Música/Interpretação de Jaqueline Lourenço Barreto. Universidade de Évora, 2012.

Vogal (orientador) das provas de Mestrado em Música/Interpretação de Paulo Fernandes Marques Carrilho. Universidade de Évora, 2012.

Vogal (orientador) das provas de Mestrado em Música/Interpretação de João Pedro Lopes dos Santos. Universidade de Évora, 2012.

Vogal (orientador) das provas de Mestrado em Música/Interpretação de João Patrício Amaro Rocha. Universidade de Évora, 2013.

Vogal (orientador) das provas de Mestrado em Património, Museologia e Desenvolvimento de José Wellington do Nascimento. Universidade dos Açores, 2013.

Vogal (orientador) das provas de Mestrado em Música/Interpretação de André Filipe Mateus Marçal. Universidade de Évora, 2013.