O ADAMASTOR NUM AQUÁRIO – OLHAR(ES) SOBRE UM OCEANO DESCONHECIDO

Tipo: Outros

Local: Galeria da Biodiversidade | Centro Ciência Viva

Data: 6 Fevereiro 2020

O ADAMASTOR NUM AQUÁRIO – OLHAR(ES) SOBRE UM OCEANO DESCONHECIDO

6 de Fevereiro de 2020, 21h30 – 23h00 | Galeria da Biodiversidade – Centro Ciência Viva

No dia 6 de fevereiro, pelas 21h30, a Galeria da Biodiversidade – centro Ciência Viva acolherá a primeira sessão do novo ciclo DIVERSIDADES.

Ao longo do ano, este espaço do MHNC-UP será o palco de um ciclo de conversas temáticas através das quais se desmultiplica a biodiversidade e a sustentabilidade ambiental numa miríade de tópicos com grande impacto social, cultural, económico e ambiental. Do mar à saúde pública, da inteligência artificial à mente humana, os limites disciplinares esbatem-se e as áreas cruzam-se. Especialistas de áreas complementares, por vezes contrastantes, alimentam conversas amenas num ambiente informal em que o contributo de todos magnifica a sua experiência.

 

SOBRE A SESSÃO

O mar é tão imponente no nosso planeta que este, visto do espaço, assume-se essencialmente azul. Bem perto de nós representa uma fonte de preciosos e variados recursos, influencia o clima e suporta uma imensa diversidade de vida. Intriga-nos, emociona-nos. Medos e desejos estão presentes na ideia do que é o mar, uma sensação de perenidade parece advir do mesmo. Falsa imagem, pois este esgota-se, degrada-se, tornando-se central nos objetivos de conservação, desenvolvimento sustentável e preservação do património comum à humanidade. Portugal tem uma relação histórica com o mar. E é esta memória profunda que faz com que este ande na boca de todos portugueses: desde a oferta do melhor peixe do mundo aos incentivos ao investimento no mesmo ou ao melhor sítio para veraneio. Mas o que sabemos nós da vida do mar? O que sabemos nós de como o influenciamos e como podemos assegurar a sua preservação? E como é que o desejo de o ter, de o dominar e de o estudar, se tornou uma ambição de longa duração?

 

INVESTIGADORES CONVIDADOS

Inês Amorim (CITCEM – Centro de Investigação Transdisciplinar Cultura, Espaço e Memória)

Docente e diretora do Departamento de História e de Estudos Políticos e Internacionais da Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP) e investigadora responsável pela linha de investigação “Transformações Ambientais”. Membro fundador da Rede Portuguesa de História Ambiental, e representante regional, por Portugal, da European Society for Environmental History. Com domínio(s) de especialidade em História Moderna e Contemporânea, Inês Amorim tem interesses específicos em história e património marítimo; história do ambiente, do clima, dos preços, do trabalho, do crédito e do bem-estar social. É ainda membro da Comissão Executiva, pela FLUP, do MHNC-UP e desempenhou funções no grupo OCEANUS da Universidade do Porto.

José Teixeira (CIIMAR – Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental)

Doutorado em biologia e pós-doc em Comunicação de Ciências, é coordenador do Gabinete de Comunicação de Ciência do CIIMAR desde 2014, onde é responsável, por exemplo, pelo desenvolvimento e implementação de projetos de literacia do oceano, como a Campanha “Ocean Action”, direcionada para a sensibilização da comunidade escolar e da população para o problema do plástico no Oceano. No âmbito desta Campanha, que venceu o Green Project Award 2016 como melhor Iniciativa de Mobilização, é também responsável pela organização e produção das exposições temáticas “Mar de Plástico” e “Monstros Marinhos”, que combinam ciência, arte e multimédia como ferramentas disseminação desta temática junto da sociedade.

 

MAIS INFORMAÇÕES
Público alvo: adultos | Entrada livre e gratuita, limitada à capacidade do espaço
Mais informações: galeria@mhnc.up.pt