História

O CITCEM foi criado em Maio de 2007, respondendo quer às orientações da nova política científica nacional, que aconselhavam a reorganização das unidades de I&D, privilegiando centros de maior dimensão, com enfoque em programas transdisciplinares, com maior capacidade de internacionalização e com maior eficácia na difusão do conhecimento, quer às orientações do processo de Bolonha, que estimulavam a articulação entre a formação avançada e a investigação. Nesse sentido, por iniciativa da Direcção da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, reuniram-se diversas unidades de investigação anteriores, sediadas na FLUP e na Universidade do Minho - o Centro Interuniversitário de História da Espiritualidade (CIUHE), o Instituto de História Moderna (IHM-UP), o Núcleo de Arqueologia da Universidade do Minho (NARQ) e o Núcleo de Estudos Literários (NEL) -, bem como a maior parte dos investigadores de outras unidades (nomeadamente, do GEHVID - Grupo de Estudos de História da Viticultura Duriense e do Vinho do Porto, sediado na FLUP, e do NEPS - Núcleo de Estudos da População e Sociedade, sediado na Universidade do Minho).

A actividade desenvolvida pelo CITCEM, desde 2007, permitiu alcançar, rapidamente, os objectivos propostos e quase triplicar o número de investigadores envolvidos. A partir do início de 2009, com o financiamento plurianual da FCT, tornou-se possível avançar para uma melhor estruturação da unidade, criando secretariados permanentes nos seus dois pólos (FLUP e UM), apoiando numerosas missões científicas, encontros e conferências, edições e outras iniciativas.

O lançamento de diversas actividades transversais e multidisciplinares, de carácter permanente ou periódico - Encontros anuais do CITCEM, Oficinas de Investigação do CITCEM, página web, revista CEM/Cultura, Espaço & Memória, diversos projectos editoriais, etc. -, a par do desenvolvimento das actividades dos diversos grupos de investigação, permitiram reforçar a coesão da unidade, a sua capacidade de envolvimento em múltiplos projectos de investigação, na articulação com outras unidades nacionais e estrangeiras, na integração de jovens investigadores, particularmente estudantes de pós-graduação, e na promoção de acções de extensão cultural e de difusão do conhecimento.

A partir de 01 de Janeiro de 2015, depois de concluído o processo de avaliação, o CITCEM passa a ser uma unidade de investigação só de um pólo sedeado na FLUP, contando com 4 grupos de investigação e outras 4 linhas orientadoras da investigação a desenvolver.