FABRICIO LYRIO SANTOS

Colaborador

Informação pessoal

Nome: FABRICIO LYRIO SANTOS

Agregação: Colaborador

Grau académico: Doutoramento

Categoria profissional:

Instituição: Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - UFRB

Email: fabriciolyrio@gmail.com

Sumário

Professor de História do Brasil e História dos Povos Indígenas no Brasil. Membro permanente do Mestrado Profissional em História da África, da Diáspora e dos Povos Indígenas da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia e do Programa de Pós-Graduação em História Regional e Local da Universidade do Estado da Bahia. Possui Graduação, Mestrado e Doutorado em História pela Universidade Federal da Bahia e pós-Doutorado pela Universidade Nova de Lisboa.

Grupos de investigação

RPS - Sociabilidades e Práticas Religiosas

Grau académico

Instituição: Universidade Nova de Lisboa

Ano: 2018

Grau: Pós-Doutoramento

Instituição: Universidade Federal da Bahia - UFBA

Ano: 2012

Grau: Doutoramento

Instituição: Universidade Federal da Bahia - UFBA

Ano: 2002

Grau: Mestrado

Experiência científica/profissional atual e passada

Instituição: Universidade Federal do Recôcnavo da Bahia - UFRB

Período: Setembro 2006 - Present

Posição: Professor

Teses de Mestrado / Doutoramento / Pós-Doutoramento

Tese de doutoramento

SANTOS, Fabricio Lyrio. Da catequese à civilização: colonização e povos indígenas na Bahia (1750-1800). Tese (Doutorado em História Social). Orientador: George Evergton Sales Souza. Co-orientadora: Zulmira Santos. Salvador: UFBA, 2012.

 

Dissertação de mestrado

SANTOS, Fabricio Lyrio. “Te Deum laudamus”: A expulsão dos jesuítas da Bahia (1758-1763). Dissertação (Mestrado em História Social). Orientador: Cândido da Costa e Silva. Salvador: UFBA, 2002.

Atividade científica

História do Brasil (período colonial), com ênfase para a atuação das ordens religiosas e do clero secular junto às populações indígenas no atual território da Bahia, da segunda metade do século XVIII ao início do XIX.

Estudos sobre a atuação da Companhia de Jesus e dos Jesuítas no contexto do reformismo ilustrado pombalino (c. 1750 - c. 1808), com ênfase para as dinâmicas construídas em torno da lei que determinou a expulsão dos jesuítas do reino e domínios ultramarinos (3/9/1759) e seus desdobramentos na capitania da Bahia.

Estudos sobre o Catolicismo brasileiro, desde a colonização portuguesa até a atualidade, com ênfase para as tradições existentes em localidades situadas na região do recôncavo baiano, tais como rezas, sociabilidades, festividades e devoções.

Estudos sobre a História dos Povos Indígenas no Brasil e suas repercussões na Historiografia nacional e no ensino de História na educação básica.

Publicações do CITCEM

Outras publicações

SANTOS, Fabricio Lyrio. Da catequese à civilização: colonização e povos indígenas na Bahia. 1. ed. Cruz das Almas BA: Editora UFRB, 2014.

SANTOS, Fabricio Lyrio. Entre catequese e o cativeiro: notas sobre a administração das aldeias pelos jesuítas no século XVIII. In: Giuseppina Raggi; João Figueirôa-Rego; Roberta Stumpf. (Org.). Salvador da Bahia: Interações entre América e África (séculos XVI-XIX). 1ed. Salvador; Lisboa: EDUFBA; CHAM, 2017, v. 1, p. 141-160.

SANTOS, Fabricio Lyrio. Colonização e pensamento ilustrado: Domingos Álvares Branco Muniz Barreto e seus primeiros escritos. In: Francisco Topa; Joelma Santana Siqueira; Solange Yokozawa (coords.). (Org.). Estudos de literatura Brasileira em Portugal - Travessias. 1ed. Porto, Portugal: Edições Afrontamento, 2017, v. 1, p. 187-197.

SANTOS, Fabricio Lyrio. Catequese e povos indígenas na Bahia colonial. In: SANTOS, Fabricio Lyrio. (Org.). Os Índios na História da Bahia. 1ed. Cruz das Almas; Belo Horizonte: EDUFRB; Fino Traço, 2016, v. 1, p. 23-31.

SANTOS, Fabricio Lyrio. Os jesuítas na América portuguesa: aldeamentos, colonização e a defesa do governo dos índios pelos missionários (1750-1758).. In: Edilece Souza Couto; Marco Antônio Nunes da Silva; Grayce Mayre Bonfim Souza. (Org.). Práticas e vivências religiosas: temas da história colonial à contemporaneidade luso-brasileira.. 1ed.Salvador; Vitória da Conquista: EDUFBA; Edições UESB, 2016, v. 1, p. 63-76.

SANTOS, Fabricio Lyrio. A civilização como missão: agentes civilizadores de índios na Bahia colonial no contexto da política pombalina. Tempo (Niterói. Online), v. 22, p. 533-550, 2016.

SANTOS, Fabricio Lyrio. A “Civilização dos índios” no século XVIII: da legislação pombalina ao “Plano” de Domingos Barreto. Revista de História (São Paulo), v. 170, p. 233-260, 2014.

SANTOS, Fabricio Lyrio. A Prisão e Expulsão dos Jesuítas da Bahia no Período Pombalino.. Plurais: Revista Multidisciplinar da UNEB, v. 5, p. 185, 2014.

SANTOS, Fabricio Lyrio. Ovelhas de tão pouca lã»: a transformação das aldeias indígenas em paróquias no período pombalino (Bahia, 1758). Via Spiritus (Porto), v. 20, p. 163-189, 2013.