Fernando Vasco Moreira Ribeiro

Investigador Integrado

Informação pessoal

Nome: Fernando Vasco Moreira Ribeiro

Agregação: Investigador Integrado

Grau académico: Doutoramento

Categoria profissional: Professor auxiliar

Instituição: Faculdade de Letras da Universidade do Porto

Email: vribeiro@letras.up.pt

Grupos de investigação

DC - Cultura Digital

Grau académico

Instituição: Instituto de Ciências Sociais da Universidade do Minho

Ano: 2013

Grau: Doutoramento

Classificação: Aprovado por Unanimidade

Experiência científica/profissional atual e passada

Instituição: Assembleia da República

Período: Dezembro 2009 - Agosto 2012

Posição: Chefe do Gabinete de Imprensa do Grupo Parlamentar do Partido Socialista

Instituição: Reitoria da Universidade do Porto

Período: Maio 2006 - Dezembro 2009

Posição: Coordenador do Serviço de Comunicação e Imagem

Instituição: Reitoria da Universidade do Porto

Período: Janeiro 2003 - Maio 2006

Posição: Coordenador do Gabinete de Imprensa

Instituição: NORMETRO – Projecto de Construção do Metro do Porto, ACE

Período: Abril 1998 - Novembro 1998

Posição: Director de Comunicação

Instituição: Câmara Municipal do Porto

Período: Novembro 1998 - Janeiro 2002

Posição: Chefe de Gabinete de Comunicação e Assessor de Imprensa do Presidente do Município

Instituição: ANJE – Associação Nacional de Jovens Empresários

Período: Abril 1996 - Abril 1998

Posição: Coordenador do Departamento de Comunicação e Imagem

Teses de Mestrado / Doutoramento / Pós-Doutoramento

O Spin Doctoring em Portugal: Estudo sobre as fontes profissionais de informação que operam na Assembleia da República., Instituto de Ciências Sociais da Universidade do Minho, Prof. Doutor Jorge Pedro Sousa, 2013. (Tese de doutoramento).

Fontes sofisticadas de informação: Análise do produto jornalístico político da imprensa nacional diária de 1995 a 2005, FLUP, Prof. Doutor Jorge Pedro Sousa, 2006. (Dissertação de mestrado).

Atividade científica

Comunicação Política; Comunicação Estratégica; Assessoria de Imprensa; Opinião Pública; História da propaganda.

Projetos do CITCEM

Outros projetos

IoGeneration - Estado do iodo em Portugal: papel da suplementação em idades escolares (Financiado por eea Grants/ACSS).

Publicações do CITCEM

Outras publicações

Livros:

Ribeiro, Vasco. (2015). Os Bastidores do Poder: Como spin doctors, políticos e jornalistas moldam a opinião pública portuguesa. Coimbra: Almedina.

Ribeiro, Vasco. (2016). Assessores de Imprensa e jornalistas - Prespetiva teórica sobre o pragmatismo das fontes profissionais de informação na indução de notícias. Porto: Edições Afrontamento.

Ribeiro, Vasco. (2015). Assessoria de Imprensa: Fundamentos teóricos e práticos São Paulo / Saarbrucken: Novas Edições Acadêmicas.

Capítulos:

Ribeiro, Vasco. (2017). Pressão ou sedução das agências de comunicação no processo de coprodução noticiosa? In José Nuno Matos, Carla Baptista, & Filipa Subtil (Eds.), A crise do jornalismo em Portugal (pp. 95-103). Lisboa: Le Monde Diplomatique

Ribeiro, Vasco. (2017). A Informação da Arcada e o processo de indução noticiosa preconizado por António Ferro. In José Luís Garcia, Tânia Alves, & Yves Léonard (Eds.), Salazar, o Estado Novo e os media (pp. 25-48). Lisboa: Edições 70.

Ribeiro, Vasco. (2014). O campo e o triângulo operacional da assessoria de imprensa. In Gisela Gonçalves (Ed.), Relações Públicas e Comunicação Organizacional - Dos fundamentos às práticas (pp. 27-50). Covilhã: LabCom. Universidade da Beira Interior.

Ribeiro, Vasco. (2016). A Crise da Comunicação Política - Os media, o jornalismo e a assessoria de imprensa como responsáveis pelo divórcio entre cidadãos e política. In Hélder Prior, Liziane Guazina, & Bruno Araújo (Eds.), Diálogos Lusófonos em Comunicação e Política (pp. 101-122). Universidade da Beira Interior: LabCom.

Lopes, Felisbela, Ribeiro, Vasco, & Ruão, Teresa. (2014). Health policies in the news: communication strategies of the last three ministers in Portugal. In Santiago Tejedor Calvo & Santiago Giraldo Luque (Eds.), Media Literacy and Iintercultural Dialogue: Strategies, Debates and Good Practices (pp. 64-76). Barcelona: Sehen Edic.

Ribeiro, Vasco. (2016, 2016-10-25). O Gabinete de imprensa da Arcada - A existência de fontes profissionais de informação desde a Ditadura Nacional (1926-1928). Paper presented at the I Seminário de História da Comunicação da Sopcom, Instituto de Ciências Sociais da Universidade do Minho.

Artigos:

Ribeiro, Vasco. (2015). O spin doctoring em Portugal: Perspectivas de governantes, jornalistas e assessores de comunicação que operam na Assembleia da República. Observatório (OBS*) Journal, 9(2), 225-256. doi:1646-5954/ERC123483/2015

Ribeiro, Vasco. (2015). A matriz de comportamento do spin doctor no processo de comunicação política. Comunicação & Inovação, 16(32), 7-25. doi:10.13037/ci.vol16n32.3279

Ribeiro, Vasco. (2010). Fontes Sofisticadas de Informação: Análise do produto jornalístico político da imprensa nacional diária de 1995 a 2005. Media & Jornalismo, 9(17), 231-246. 

Ribeiro, Vasco. (2014). Os primeiros passos da comunicação política democrática em Portugal: a 5.ª divisão do MFA como motor da propaganda revolucionária no PREC. História: Revista da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, 9(17), 231-248. 

Ribeiro, Vasco. (2015). Os Press Agents como pioneiros da assessoria de imprensa: conceitos, práticas e atores entre 1830 e 1914. Revista Brasileira da História da Mídia, 4(2), 123-133. 

Ribeiro, Vasco. (2015). O pragmatismo das fontes profissionais de informação: perspectiva teórica não-conspirativa da relação entre assessores de imprensa e jornalistas. Organicom - Revista Brasileira de Comunicação Organizacional e Relações Públicas, 12(22), 46-56.

Experiência de orientação

Successful posters of the Great Proletarian Cultural Revolution in China de Xuan Zhao . 

O Escândalo da Falência do Crédito Predial, na imprensa da oposição do último ano da Monarquia de João Duarte Oliveira.

O impacto mediático da candidatura presidencial de Henrique Neto 2016  de José Pedro Araújo.

Métodos de Divulgação e Captação de Públicos em Museus - Estudo de caso do Museu Nacional de Soares dos Reis de Ana Catarina Gomes.

Os media como mediadores culturais: O caso das Correntes D'Escritas de Cláudia Sabença.

A Assessoria De Imprensa e a Informação em Primeira Mão: Estudo de Caso do Impacto Mediático do Douro Film Harvest  de Catarina Pereira.

Assessoria de imprensa na comunicação autárquica: estudo de caso da comunicação da Câmara Municipal da Maia de Joana Gradíssimo.

Prémios e distinções

Prémio para publicação da dissertação e mestrado do ICP (2010).

Outros

Prestação de serviços à comunidade em ‘Comunicação de Crise’ e ‘Comunicação Estratégica’.