Delminda Maria Miguéns Rijo

Investigador Integrado

Informação pessoal

Nome: Delminda Maria Miguéns Rijo

Agregação: Investigador Integrado

Grau académico: Mestrado

Categoria profissional: Técnico superior

Email: delminda.rijo@cm-lisboa.pt

Website: http://geo.cm-lisboa.pt

Grupos de investigação

PH - Populações e Saúde

Grau académico

Instituição: FCSH - Universidade Nova de Lisboa

Ano: 2012

Grau: Mestrado

Classificação: 17 valores

Experiência científica/profissional atual e passada

Instituição: Câmara Municipal de Lisboa

Período: 1993 -

Posição: Técnico Superior

Teses de Mestrado / Doutoramento / Pós-Doutoramento

A Representação da freguesia de Santa Justa (Lisboa) nos Róis de Confessados de 1693-1702. Mestrado em História Moderna e dos Descobrimentos. Lisboa. Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. João Alves Dias. 2011.

Atividade científica

1) Reconstituição de Paróquias de Lisboa a partir do cruzamento informático dos Registos Paroquiais da cidade, Visitações do Arcebispado, Róis de Confessados, Décimas. Coordenação científica da equipa composta por quatro colaboradores;
2) Mortalidade e Práticas Funerárias em Lisboa no Período Moderno;
3) Inquisição: contributos para a História da População de Lisboa;
4) História da População de Lisboa (séculos XV-XV-XIX):
    4.1. Representação dos Escravos, Forros e Livres no âmbito da Escravatura Moderna;
    4.2. Os Recolhimentos da Capital: Convertidas, Órfãs do Rei  e Recolhidas;
    4.3. As Varinas de Lisboa (século XIX);
    4.4. Inquisição.

Projetos do CITCEM

Nascer em Portugal dentro e fora do casamento (Séculos XVI a XX) [Mais info]

Outros projetos

Investigadora no Projeto Bases de Dados de Genealogia  integrado no  ESPAÇOS URBANOS: DINÂMICAS DEMOGRÁFICAS E SOCIAIS (SÉCULOS XVII-XX). PTDC/HIS-HIS/099228/2008.

Investigadora no Projeto LxConventos: da Cidade Sacra à Cidade Laica. A extinção das ordens religiosas e as dinâmicas de transformação urbana na Lisboa do século XIX parceria entre o Instituto de História de Arte da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (UNL – Universidade Nova de Lisboa), o Departamento de Património Cultural da Direção Municipal de Cultura (CML – Câmara Municipal de Lisboa), o Arquivo Nacional da Torre do Tombo (DGLAB – Direção Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas) e o NOVALINCS – Laboratory for Computer Science and Informatics, da Faculdade de Ciências e Tecnologia (UNL). Desenvolvido entre Maio de 2013 e Novembro de 2015 com financiamento da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT). (PTDC/CPC-HAT/4703/2012).

Investigadora no projeto Nascer em Portugal dentro e fora do casamento (Séculos XVI a XX). Datas: 2015 – 2020. Investigador responsável (IR): Carlota Maria Fernandes dos Santos. Parcerias: CECS; CITCEM; CIDEHUS.  Aguarda financiamento da FCT.

Publicações do CITCEM

— «CEM/Cultura, Espaço & Memória». Porto: CITCEM/Edições Afrontamento, nº 3, 2012. Dossier temático «Religião e Liberdade». Dir. Maria Cristina Cunha; ed. dossier temático Pedro Vilas Boas tavares. http://ler.letras.up.pt/site/default.aspx?qry=id04id1349id2616&sum=sim

SANTOS, Carlota (coord.) — «Família, Espaço e Património». Braga: CITCEM, 2011. http://ler.letras.up.pt/site/default.aspx?qry=id024id1416&sum=sim

Outras publicações

Artigos em Revistas

RIJO, Delminda – Memórias da Casa Pia das Convertidas. Instituição, Espaços e Agentes face ao Problema da Prostituição em Lisboa (Séculos XVI-XX), Revista de História da Sociedade e Cultura, Universidade de Coimbra, 2017.

RIJO, Delminda - A Envolvente da Morte e as Grandes Crises de Mortalidade em Lisboa (Séc. XVI – XVII), Revista História, Universidade do Porto, 2017.

RIJO, Delminda – O Palácio dos Estaus. De Hospedaria Real a Casa da Inquisição de Lisboa, Cadernos Municipais, CML, 2016.

RIJO, Delminda, LEITE, Ana Cristia, GARCIA, J. Manuel, FIALHO, Manuel– Uma Vista Desconhecida de Lisboa, In Carita, Helder Vistas de Lisboa. As Leis Zoonianas, CML, outubro 2016. No prelo.

RIJO, Delminda, ARAGONEZ, Fátima, MOREIRA, Francisco, A freguesia de santa justa na transição para o século XVIII: história, demografia e sociedade. Revista Família Espaço e Património, CITCEM, 2011.

Estudos

RIJO, Delminda - Recolhimentos de Lisboa: da Época Moderna à República. Projeto Lx-Conventos, CML-UNL/FCSH http://lxconventos.cm-lisboa.pt/estudos-de-caso/recolhimentos-de-lisboa-da-epoca-moderna-a-republica-secs-xvi-xx/

Publicações Capítulos Livros

Rijo, Delminda,  Maia, Rui L. A. C;  2013. A população de Lisboa entre os seculos XVII e XVIII: origens geográficas, famílias e reprodução.  In Atas do I Congresso Histórico Internacional As Cidades na História: População. , ed. Câmara Municipal de Guimarães, 287 - 311. ISBN: 978-989-8474-13-1. Guimarães: Universidade do Minho / Câmara Municipal de Guimarães.

RIJO, Delminda -  Al-Usbuna: Lisboa islâmica, 711-1147, em parceria com Manuel Fialho, in História de Lisboa: Tempos Fortes / Coord. José Manuel Garcia, Lisboa, DMC/DGED/GEO, 2009, p. 121-125.

RIJO, Delminda - Da Peste Negra à Cerca Fernandina, in História de Lisboa: Tempos Fortes / Coord. José Manuel Garcia, Lisboa, DMC/DGED/GEO, 2009, p. 121-125.

RIJO, Delminda - Artigo Lisboa entre o Massacre dos Judeus e a Inquisição, 1506-1821, in História de Lisboa: Tempos Fortes / Coord. José Manuel Garcia, Lisboa, DMC/DGED/GEO, 2009.

Capítulos de Catálogos de Exposições

RIJO, Delminda – “As Freguesias da Estrela e da Misericórdia” in Nova Proposta Administrativa de Lisboa –, coord. Anabela Valente, DMC-DPC, Gabinete de Estudos Olisiponenses, 2011.

RIJO, Delminda - “Lisboa Republicana: Dados e Números” in LISBOA Republicana: Espaço e memória, 1910-1926 / Coord. Eunice Relvas; Comis. cient. António Reis, Lisboa, CML/DMC/GEO, 2010, p.14-15.

Brochura Conventos Medievais de Lisboa e Exemplos Dispersos de Paleografia e Diplomática (Exposição Scriptorium Medieval e Mostra Biblio - iconográfica) no âmbito da atividade Scriptorium Medieval: Copistas e Iluminadores, Junho 2011.

Outros

IR Projeto “Negros em Lisboa”. Realizada pelo Gabinete de Estudos Olisiponenses no âmbito de Lisboa, Capital ibero-americana da cultura 2017. Rota que assinala os locais onde a presença dos escravos africanos foi determinante - os espaços mais emblemáticos ligados à religião, ao trabalho, à vida quotidiana, num percurso que permitirá entender melhor como viveram e que influência tiveram na sociedade, cobrindo um período histórico que vai do século XVI ao século XIX.

Curadoria da Exposição em Mupis no espaço público da cidade “Negros em Lisboa”. Realizada pelo Gabinete de Estudos Olisiponenses no âmbito de Lisboa, Capital ibero-americana da cultura 2017. A partir de Maio. Disponível em http://lisboacapitaliberoamericana.pt/pt/programacao/os-negros-em-lisboa e em breve disponível em http://testemunhosdaescravatura.pt/pt

Investigadora no Projeto “Vista de Lisboa antes do Terramoto de 1755” a partir de um desenho inédito que representa Lisboa no século XVIII antes do terramoto de 1755. Autenticação, determinação da autoria de Clément Lempriére. Estudo e Conferência. 2016.

IR População Escrava, Forra e Livre de Lisboa no âmbito do Tráfico Negreiro Português (Séculos XV-XIX). Dados demográficos. 2017. Para integração em plataforma online http://testemunhosdaescravatura.pt/pt

Investigadora Nova Proposta Administrativa de Lisboa, coord. Anabela Valente, DMC-DPC, Gabinete de Estudos Olisiponenses, 2011.