Sociabilidades e Práticas Religiosas

O GI tem mais de 20 anos de experiência nas suas atividades de produção e de divulgação científicas, congregando especialistas de diversas áreas de especialidade, desde a História, os Estudos Literários, Culturais e Artísticos, até aos Estudos da Literatura de Espiritualidade e Práticas Religiosas. Nos diversos domínios de investigação, procura explorar articulações interdisciplinares inovadoras nas referidas áreas e outras com elas relacionadas, existentes no seio do CITCEM, ou colaborando com centros de investigação externos.

O foco central da atividade deste GI é o conhecimento histórico das diversas facetas socioculturais do sentimento religioso e da espiritualidade. Com esta perspetiva, privilegia a investigação de diversas práticas e sociabilidades religiosas, cobrindo áreas como as das devoções e mudanças na sensibilidade espiritual, das instituições e comunidades religiosas, da literatura de espiritualidade, da hagiografia, das bibliotecas conventuais e aristocráticas, e da epistolografia, entre outras.

Na execução de um vasto programa de investigação nos campos da história religiosa e do sentimento religioso e da literatura de espiritualidade, o GI tem investido no reforço da cooperação científica com parceiros nacionais e internacionais e num elevado e avançado treino interdisciplinar dos seus elementos, estabelecendo, igualmente, parcerias com municípios, museus e escolas, numa série de colaborações e iniciativas de alcance cultural.

Os indicadores do grupo incluem a publicação anual da revista Via Spiritus. Revista do Sentimento Religioso, bem como outras iniciativas e práticas de disseminação, desde seminários permanentes (com o formato de workshop), organização de conferências e colóquios, participação em congressos internacionais e diversos livros resultantes da sua investigação.

No período de 2018-2022, o Grupo “Sociabilidades e Práticas Religiosas” pretende dar continuidade e alargar as suas atividades – na forma de investigação, formação, divulgação e múltiplas colaborações –, com o objetivo de perceber de que forma a evolução e configuração dos quadros espirituais, religiosos e culturais simultaneamente enformam e resultam das continuidades e ruturas que constituem os complexos cenários de permeabilidade e migração sociocultural em Portugal e nas geografias com ele interrelacionadas na longa duração.

Estrutura