Património Material e Imaterial

Este GI estuda a produção, gestão e transmissão do património coletivo e partilhado, focando-se principalmente no norte de Portugal, embora esta ênfase local e regional seja agora integrada num mais amplo contexto nacional e internacional.

Este GI procura catalisar temáticas comuns, dando prioridade a aproximações interdisciplinares amplamente colaborativas sobre todos os tipos de património material e imaterial, estabelecendo um profícuo diálogo científico entre disciplinas como a História, Arqueologia, História da Arte, Museologia, Arquitetura, Culturas Digitais e outros domínios científicos.

Este GI desenvolve projetos de investigação interdisciplinares, focando-se nos temas da memória coletiva, património e construção de identidades. Alguns destaques desta atividade incluem a produção de conteúdos digitais, curadoria e classificação de patrimónios, investigação sobre coleções museológicas, formação pré- e pós-graduada nas áreas das artes e do património, bem como parcerias locais, nacionais e internacionais (tais como as estabelecidas com o Google Cultural Institute ou com o Instituto do Património Cultural de Cabo Verde, por exemplo).

Para o período de 2018-22, este GI alinhar-se-á com o tema geral do CITCEM “Migrações e Permeabilidades”, procurando compreender como múltiplos níveis de mudança interagem com a região ao longo do tempo e do espaço, gerando inventários patrimoniais renovados, classificando-os, disseminando-os e tornando-os relevantes para o presente e para o futuro. Através desta linha de pesquisa, o GI “Património Material e Imaterial” pretende promover contributos vitais para o desenvolvimento local e regional, bem como continuar a alargar a participação e acesso a conhecimento científico de topo sobre a preservação e classificação sustentável do património, sublinhando-se, em particular, e como caso de estudo elucidativo, a sua articulação como os rápidos desenvolvimentos do setor turístico do Porto.

Estrutura