Memória, Património, e Construção de Identidades

O Grupo de Investigação MEMÓRIA, PATRIMÓNIO E CONSTRUÇÃO DE IDENTIDADES inclui os seguintes domínios científicos, nas componentes de investigação e ensino:

  • Arqueologia,
  • História de Arte e Museologia,
  • História Medieval,
  • História Moderna,
  • História Contemporânea,
  • História da Ciência e Ambiente,
  • História da Educação e Educação Histórica,
  • Cinema, Didáctica e Cultura.

Este GI investe na transversalidade temática potenciando as sinergias científicas e humanas. A diversidade científica está ao serviço do tema central – Dinâmicas da Memória e da Identidade – seja através de temas aglutinadores – Culturas Marítimas, Paisagens Milenares, Educação e História, Cinema e Didáctica, População e Saúde, Ciência e Ambiente – seja com iniciativas que podem envolver outros investigadores e outras unidades de investigação, onde o nível de especialização e a incidência permitirão garantir uma maior consistência dos objectos investigados e dos "produtos" destinados primordialmente à região mas sempre numa perspectiva comparativa com as realidades nacionais ou internacionais. As pontes científicas com a Arquitectura, com a Medicina, com a Economia, com a Demografia, com a Geografia (tanto ao nível da paisagem como da organização do território), com o Cinema e a Cultura ou com outras áreas do saber dão razão à diversidade e à quantidade de investigadores e colaboradores que fazem parte deste Grupo.

Objectivos

Os objectivos prendem-se essencialmente com a investigação relacionada com a região em que o CITCEM desenvolve a sua actividade, com a formação de jovens investigadores e com a articulação com organismos nacionais e internacionais:

  • Desenvolver a realização de projectos de investigação, numa perspectiva interdisciplinar, sobre a produção de memória colectiva, a produção, gestão e transmissão de patrimónios, os processos de construção de identidades e o investimento na coesão territorial que passa também pela igualdade de oportunidades no acesso a bens culturais (como é por exemplo o caso da participação na formação de docentes para o Plano Nacional de Cinema).
  • Apostar na cooperação, através da intensificação da colaboração com o Brasil, Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa e Timor . Serão desenvolvidas investigações que apontam para as dinâmicas da construção de um espaço alargado, destacando-se as seguintes investigações:
    • Connected Seas: ocean changes and its social dimensions – public silences and/or marginal versions;
    • Presença portuguesa na Europa e o papel desta na construção da Identidade Portuguesa, nomeadamente através da realização dos projectos "Imagens da Europa em manuais portugueses contemporâneos" e "Passados Dolorosos no Ensino da História".
    • "School on the Cloud" ou "Literacia Fílmica: Estéticas e Poéticas" visando incorporar novas tecnologias e novos recursos na formação (inicial e contínua) de professores.
  • Reforçar as parcerias com outros Centros e Unidades de Investigação, como por exemplo o CIIMAR, o CEAU, o IEM, o CEHR, I&D de Ciências da Educação de Lisboa, CIE – U. Minho e a ICONO 14 (Espanha).
  • Preparar jovens investigadores, através da sua orientação e integração em projetos de investigação e fortalecer a componente laboratorial da investigação, contribuindo com Seminários e mantendo as Oficinas CITCEM sobre a Escrita de Ciência.
  • Promover acções de extensão cultural, em particular na região Norte, com vista à valorização do território e do património regional.
  • Participar em projectos nacionais com forte ligação às Escolas do Ensino Básico e Secundário – exemplo do Plano Nacional do Cinema ou Programa de Educação Estética e Artística.

Estrutura

Produção de memórias e Processos de construção de identidades

Inclui diversos projectos de investigação sobre memória, tradição e inovação, mitos e utopias, memória e cultura material, memórias de guerra, memórias do trabalho, memórias de viagens e histórias de vida.

Centra-se ainda no estudo das identidades nacionais e dos nacionalismos, bem como das identidades regionais e dos regionalismos, cruzando as contribuições da História e da Literatura. Engloba ainda outros processos de construção de identidades, sectoriais (por exemplo, identidades marítimas), religiosas, empresariais ou profissionais.

Criação, gestão e transmissão de patrimónios

Abrange diversos estudos sobre o património, entendido em diversas concepções, desde o património documental ao património arqueológico e vernacular, do património marítimo ao industrial, mas também à pluralidade de criações e representações artísticas, ou, ainda, às perspectivas sócio-económicas do património, que apontam para questões de herança, diferenciação e reprodução social.

História do Ambiente

O plano estratégico propõe quatro linhas de investigação, que cruzam os seus diferentes grupos. A História Ambiental e Cultura Marítima representa uma delas, cruzando as restantes tais como saúde e população, coesão territorial, diversidade cultural e transversalidade, integrando investigadores de diferentes áreas. Várias perspectivas são analisadas na longa duração destacando-se: Alterações Climáticas; Bem-estar, resiliência social e ambiental; Calamidades e riscos; Ciência e Ambiente; Conflitos Ambientais; Energia e mudança; Espécies em extinção, icónicas e rotas humanas; Explorações artísticas no contexto ambiental; Imperialismo e ambiente; Literatura e ambiente/natureza; Metáforas e percepções da mudança da paisagem.

Educação, História, Didática, Cinema e Cultura

Visa potenciar os estudos na área da História da Educação, Educação Histórica, Cinema com a sua estrutura narrativa diferenciada mas potenciadora de múltiplas utilizações didácticas e culturais, participando de forma ativa na formação inicial e contínua de docentes, com uma forte ligação às Escolas e a Planos Nacionais específicos (PNC ou PEEA). Articulação com grupos nacionais e internacionais que privilegiam estas áreas (ICONO 14, I&D de Ciências da Educação de Lisboa, Centro de Investigação em Educação da Universidade do Minho, entre outras).