Colóquio DADA FLUP

Tipo: Colóquio

Local: FLUP - Sala de Reuniões - 10h

Data: 5 Fevereiro 2016

O espírito Dada não se esgotou num tempo. É parte importante dos nossos pressupostos de compreensão e de elaboração do pensamento sobre a arte - quer a do passado recente quer a dos nossos dias.

Mais do que celebrar uma efeméride (5 de fevereiro de 1916 – inauguração do Cabaret Voltaire) este Colóquio sublinha o papel do Dadaísmo no ato inaugurador de uma nova consciência de fazer, ver e pensar a arte. Daí resultaram alterações de hábitos e convenções que se estenderam a todas as disciplinas das Ciências da Arte. As linguagens e as expressões artísticas contemporâneas não podem ignorar e deixar de se confrontar em termos reflexivos com os contributos e o legado DADA.

Este Colóquio, em que revisitamos fenómenos artísticos do passado, é um contributo para compreendermos as práticas artísticas dos nossos dias e refletirmos sobre o que se alterou definitivamente nos discursos das Ciências da Arte.

DADA faz da criação artística, e dos seus processos, um discurso analítico e crítico sobre os sentidos e destinos da arte. Intensificando a ligação arte-vida, os vários grupos DADA desenham possibilidades inéditas de interrogação da realidade, das ações e produções humanas, das modalidades de comunicação e das linguagens. Sendo a sua atitude anti-limite, por natureza, DADA é integrador de diversidade de abordagens, propiciando o estilhaçamento de fronteiras entre os campos do conhecimento e as respetivas expressões convencionadas.

É este entendimento que, um século depois, nos implica e obriga a este encontro.

 

Entrada Livre

PROGRAMA
Manhã
9h45 Recepção
10h00 Apresentação e início dos trabalhos
10h15 Paulo Tunhas - Construções e destruições. Valéry e Dada
10h45 Ricardo Reis – Um jogo louco e vazio: o acaso na criação dadaísta
11h15 Intervalo
11h30 Hugo Barreira – DADA no cinema - viagem a partir do disparo de Picabia e Satie
12h00 João Lemos – Arte, Beleza e Vida: considerações a partir da Crítica da Faculdade do Juízo e dos Sete Manifestos Dada
Debate
Tarde
14h30 Diogo Alcoforado - DADA - da designação ao sentido
15h00 João Alberto Pinto - Dada contra a estética
15h30 Leonor Soares - Emmy Hennings, Sophie Taeuber e Hannah Höch: ‘we must be prepared for a journey of discovery’
16h00 Intervalo
16h30 Marzia Bruno – O dadaísmo e os seus desafios expográficos
17h00 Celso dos Santos – Picabia, Man Ray e Duchamp: o valor da Arte e o mercado de arte
Debate

 

Organização:

DCTP - História da Arte

Instituto de Filosofia

Comissão Organizadora:

Leonor Soares

Celso dos Santos

Hugo Barreira

Paulo Tunhas

João Alberto Pinto

 

UMA INICIATIVA INTEGRADA NAS ATIVIDADES DO GRUPO DE INVESTIGAÇÃO EM HISTÓRIA DA ARTE—PRÁTICAS ARTÍSTICAS CONTEMPORÂNEAS (GIHA-PAC)

Ficheiros

Colóquio DADA FLUP. Folheto