In Our On Voice - Performative Mediation Workshop

Tipo: Workshop

Local: Fórum Cultural de Cerveira - 10h

Data: 22 Abril 2017

Sob orientação de Maria Acaso e Jordi Ferreiro, O CITCEM – Centro de Investigação Transdisciplinar «Cultura, Espaço e Memória» e a Fundação Bienal de Arte de Cerveira vão desenvolver, dia 22 de abril, o workshop certificado de mediação performativa “In our on voice” (10h00-13h00 | 14h00-17h00). 

O objetivo é refletir sobre temas e preocupações que definem a mediação em museus, entendendo o papel do artista e do educador como figuras relacionadas e com pontos de conexão.

A participação no workshop tem um custo de 15€ e encontra-se sujeita a uma seleção realizada por María Acaso e Jordi Ferreiro (30 participantes no máximo). O pagamento deverá ser efetuado por transferência bancária após a divulgação do resultado da seleção dos participantes.

 

Sobre o workshop:

Historicamente, o trabalho de mediação abrange uma atividade cujo objetivo principal consiste na compreensão por parte do público das propostas dos artistas através da voz dos educadores. A mediação de trabalho, é então prolongada não como um discurso autónomo gerador de conhecimento próprio, mas como um recurso onde o trabalho dos educadores tem sentido quando se entende como um trabalho para.

A partir de uma posição teórica, queremos repensar esta figura do educador como voz sub-rogada, para entendê-la como uma voz emancipada que, reapropriando-se do discurso audiovisual, será definido no mesmo nível de independência e desenvolvimento intelectual que o discurso de curadores e artistas.

Para interiorizar esta teoria, In our on voice visa posicionar as práticas no domínio da mediação como práticas artísticas ampliadas e diferentes formas de apresentação pública e interação com a audiência, como novas formas de produção artística.

Através da prática performativa, e em relação ao conceito de voz autorizada, procuramos refletir sobre algumas questões centrais na agenda da cultura contemporânea, tópicos relevantes para a arte e as preocupações que definem a mediação dos museus, compreendendo a figura do artista e educador, como figuras relacionadas e com pontos de conexão.