A Batalha e o Mosteiro de Santa Maria da Vitória. História de uma Vila e Construção de um Mosteiro

Tipo: Congresso

Local: Mosteiro da Batalha

Data: 12 Novembro 2015 13 Novembro 2015

CONGRESSO

 

A Batalha e o Mosteiro de Santa Maria da Vitória. História de uma Vila e Construção de um Mosteiro

 

12 e 13 de novembro de 2015

 

Programa 


DIA 12 DE NOVEMBRO (AUDITÓRIO DO MOSTEIRO DE SANTA MARIA DA VITÓRIA)
09:30 – RECEPÇÃO AOS PARTICIPANTES

10:00 – SESSÃO DE ABERTURA
Representante do Mosteiro Da Batalha – Doutor Joaquim Ruivo 
Representante da Câmara Municipal da Batalha
Representante da Comissão Científica – Professor Doutor Fernando Grilo 

10.30/11:15 – CONFERÊNCIA INAUGURAL SAUL GOMES
“O MOSTEIRO DA BATALHA: OLHARES SOBRE A SUA HISTÓRIA” 

11:15/11:30 - PAUSA  

1.ª SESSÃO: 
11:30/12:00 – FERNANDO GRILO
“O MOSTEIRO DE SANTA MARIA DA VITÓRIA: MESTRES E CAMINHOS DE DISSEMINAÇÃO E FORMAS E
MODELOS” 
12:00/12:30 – PATRÍCIA ALHO
“CAMINHOS DA ÁGUA: O SISTEMA HIDRÁULICO SUPERIOR NO MOSTEIRO DE SANTA MARIA DA VITÓRIA” 
12:30/13:00 – PATRÍCIA MONTEIRO
“MEMÓRIA E INVOCAÇÃO: AS PINTURAS MURAIS DA SACRISTIA DA BATALHA” 
13:00 – DEBATE DA SESSÃO 
13:15/14:30 – ALMOÇO
 
 2.ª SESSÃO: 
14:30/15:00 - PEDRO REDOL, NÍDIA VIEIRA E ORLINDO JORGE
“MATEUS FERNANDES, JOÃO DE CASTILHO E MIGUEL DE ARRUDA NO MOSTEIRO DA BATALHA” 
15:00/15:30 – LÚCIA ROSAS E MARIA LEONOR BOTELHO
“O MOSTEIRO DA BATALHA NO SÉCULO XIX: ARQUITECTURA E SIGNIFICADO” 
15:30/15:45 – PAUSA 
15:45/16:15 – ANTÓNIO LUÍS FERREIRA “O RENASCIMENTO NA BATALHA. O MAUSOLÉU DE D: JOÃO III NAS CAPELAS IMPERFEITAS” 
16:15/16:45 – MÁRIO CUNHA
“A BATALHA NA MEMÓRIA DAS ORDENS MILITARES. OS SEPULCROS DA CAPELA DO FUNDADOR” 
16:45/17:15 – RICARDO SILVA
“AS ABÓBADAS DE CHAVES PENDENTES DAS CAPELAS RADIANTES DO PANTEÃO DE D: DUARTE:
APONTAMENTOS DE UM DISCURSO ENTRE O VIRTUOSISMO CONSTRUTIVO E O CAPRICHO DAS FORMAS” 
17:15/17:30 – DEBATE DA SESSÃO 
17:45 – VISITA-CONFERÊNCIA TUMULÁRIA – MARTA DIAS
“OS TÚMULOS DA CAPELA DO FUNDADOR”  

DIA 13 DE NOVEMBRO (AUDITÓRIO DO MOSTEIRO DE SANTA MARIA DA VITÓRIA) 

3.ª SESSÃO 
10:00/10:30 – PEDRO REDOL E MARIA DAS DORES CRUZ
“PATRIMÓNIO, MODELAÇÃO E RECONCILIAÇÃO MEMORIAL: O CASO DA BATALHA E DO SEU MOSTEIRO” 
10:30/11:00 – MADALENA COSTA LIMA
“TESTEMUNHOS E LEITURAS DO MOSTEIRO DA BATALHA NO DEALBAR DO LIBERALISMO”   
11:00/11:15 – DEBATE DA SECÇÃO 
11:15/11:30 – PAUSA 
11:30/12:00 – MARIA DA LUZ MOREIRA
“A CANTARIA ARTÍSTICA E ORNAMENTAL DA BATALHA NO INVENTÁRIO NACIONAL DO PATRIMÓNIO
CULTURAL IMATERIAL” 
12:00/12:30 – HUGO RODRIGUES E FLORINDO GASPAR 
12:30/12:45 – DEBATE DA SECÇÃO 
12:45/13:15 – PEDRO REDOL

VISITA TEMÁTICA AOS VITRAIS DE SANTA MARIA DA VITÓRIA 

13:15/14:30 – ALMOÇO  

14:30/15:00 – MARIA JOÃO NUNES DE ALBUQUERQUE
“O PODER LEGISLADOR DA IMAGEM DE NOSSA SENHORA DA VITÓRIA NA CONSTRUÇÃO DA AUTORIDADE
RÉGIA DE D: JOÃO I, MESTRE DE AVIS” 

15:00/15:30 – MIGUEL MONTEZ LEAL
“D. NUNO ÁLVARES PEREIRA: DO MOSTEIRO DA BATALHA AO CONVENTO DO CARMO” 

15:30/16:00 – MARIA BEATRIZ VAN ZELLER
“AS MÃOS DA BATALHA”  
16:00/16:15 - Debate  

16:15/16:45 - VISITA-CONFERÊNCIA CASA DA MISERICÓRDIA DA BATALHA – JOANA BALSA DE PINHO  

16:45/17:30 – VISITA AO MUSEU DA COMUNIDADE CONCELHIA DA BATALHA – ANA MODERNO    

17:45 – ENCERRAMENTO DOS TRABALHOS NO MOSTEIRO DA BATALHA
 DOUTOR JOAQUIM RUIVO 
 PROFESSOR DOUTOR FERNANDO GRILO
 MESTRE PATRÍCIA ALHO 

18:15 – VISITA À EXPOSIÇÃO: “PEDRAS COM HISTÓRIA”, PATENTE NO MOSTEIRO DA BATALHA



Apresentação

A construção do Mosteiro de Santa Maria da Vitória inicia-se no ano de 1385 sob a égide de D. João I e tendo como mestre das obras Afonso Domingues. A tão grandiosa obra de construção durou cerca de três séculos, e possibilitou que a Escola Artística Batalhina se tornasse uma referência nacional. Consequentemente desenvolveu-se a Vila da Batalha, que se tornaria um lugar com bastante importância nacional em termos artísticos, uma vez que lá residiam e para lá caminhavam e convergiam um grande número de artistas nacionais e europeus das mais variadas áreas de trabalho, desde a arquitectura, escultura e tumulária, vitral, entre outras. Assim sendo pode-se afirmar que a Vila da Batalha nasce com a construção do Mosteiro de Santa Maria da Vitória e conjuntamente uma escola artística, o que podemos constatar não só no Mosteiro, como também na Igreja Matriz, na Casa da Misericórdia e na Ponte de Boitaca.

É também a partir do século XIX que nasce no Mosteiro de Santa Maria da Vitória o primeiro Restauro Monumental, segundo os princípios de intervenção da época, levado a cabo inicialmente por Luiz da Silva Mouzinho de Albuquerque, originando a criação de um novo gosto e técnica, também estes seguidos a nível nacional em outros edifícios monumentais.

A partir destas premissas e dos estudos recentes acerca da edificação do mosteiro e da vila, bem como dos seus artistas, os Centros de Investigação ARTIS – Instituto de História da Arte da Faculdade de Letras de Lisboa, CIDH – Cátedra Infante Dom Henrique da Universidade Aberta, CITCEM da Universidade do Porto e CLEPUL da Universidade de Lisboa, em parceria com o mosteiro da Batalha, consideram ser o contexto e momento ideal para a organização de um congresso subordinado ao tema A Batalha e o Mosteiro de Santa Maria da Vitória. História de uma Vila e Construção de um Mosteiro, a realizar na Batalha, nos dias 12 e 13 de Novembro de 2015.

Para este congresso foram convidados prestigiados conferencistas, no entanto, o mesmo será aberto a todos os que, tendo desenvolvido alguma investigação científica sobre a Batalha, queiram apresentar comunicações nas áreas da História da Arte, História da Arquitetura, História Local, História e Teoria do Restauro, Conservação e Restauro, Património Móvel. As propostas, a enviar por e-mail, devem incluir um resumo da comunicação que não deve exceder as 400 palavras e uma súmula curricular com cerca de 200 palavras.O prazo de apresentação de proposta de comunicações é 31 de outubro de 2015, a enviar para: congressobatalha@gmail.com

  
Instituições promotoras

ARTIS – Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa

CIDH – Universidade Aberta 

CITCEM – Faculdade de Letras da Universidade do Porto

CLEPUL – Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa

 
Instituições colaboradoras

Direção Geral do Património Cultural – Mosteiro da Batalha

Câmara Municipal da Batalha

Museu da Comunidade Concelhia da Batalha

Instituto Europeu de Ciências da Cultura Padre Manuel Antunes

 

Comissão Organizadora

Patrícia Alho

Joana Pinho

Marta Dias

Patrícia Monteiro

 

Comissão Cientifica

Prof. Doutor Fernando Grilo (Artis – FLUL) (presidente)

Prof. Doutora Clara Moura Soares (Artis – FLUL)

Doutora Joana Balsa de Pinho (CIDH – UAb/CLEPUL – FLUL)

Prof. Doutora Joana Ramôa Melo (IHA – FCSH/UNL)

Prof. Doutora Leonor Botelho (CITCEM – FLUP)

Prof. Doutora Lúcia Rosas (CITCEM – FLUP)

Prof. Doutora Maria João Baptista Neto (Artis – FLUL)

Doutora Marta Dias (CITCEM – FLUP)

Doutora Patrícia Monteiro (CIDH – UAb/CLEPUL – FLUL)

Prof. Doutor Saúl Gomes (CHSC – UC) 

Contactos

Email: congressobatalha@gmail.com

Web: http://congressosartis.wix.com/congressosartis

 
Inscrições

€ 15: participante sem Comunicação

€ 20: participante com Comunicação 

Os naturais e moradores no concelho da Batalha terão um desconto de 10% no pagamento da inscrição.


Formas de pagamento das inscrições

- Depósito ou transferência bancária:
    Conta Montepio: 071.10.009246-0
    NIB: 0036.0071.99100092460.71
    IBAN: PT50.0036.0071.9910.0092.4607.
1
    BIC/SWIFT: MPIOPTPL

- Via paypal, mediante pedido através do email:ieccpma@gmail.com